As lutas enfrentadas por jovens asiáticos LGBT

Tradução do texto de Edward Lin originalmente postado no HS Insider.

_____________________

O estado de Michigan recentemente aprovou uma lei proibindo a prática de terapia de conversão em jovens gays. A Human Rights Campaign Foundation anunciou que a partir do dia 11 de setembro, a terapia de conversão não pode ser administrada em crianças menores de 18 anos.

“Médicos podem ser acusados por ofensa de contravenção e enfrentar a prisão se eles continuarem a usar choques elétricos e abordagens não científicas para trasnformar a homossexualidade de uma pessoa”, disse Cryss Walker, um jornalista da WLNS.

Ao saber sobre essa nova lei que irá proteger a comunidade queer, eu pensei sobre um amigo próximo que morava em Michigan, que era queer. Eu estava feliz com essa nova lei porque os seus pais taiwaneses estavam tentando forçar ele a fazer terapia de conversão. Com essa lei, estudantes do ensino médio, como meu amigo, não poderiam ser forçados a fazer terapia de conversão.

Ele se assumiu cinco anos atrás, mas pediu para manter a sua identidade em segredo. Relacionamentos LGBT não são tolerados em famílias taiwanesas, mesmo Taiwan já tendo legalizado o casamento homoafetivo.

Apesar de novos, as gerações mais novas de taiwaneses apoiam os direitos LGBT, as gerações mais velhas e mais tradicionais não. A sua família faz parte do segundo grupo.

Eu apoio meu amigo, e me tornei um ativista LGBT porque eu me simpatizei com as suas lutas. Eu somente desejava que os pais dele o aceitassem por quem ele é.

Todas as vezes que eu visitei a sua família, eu percebi que os seus pais ignoravam a sexualidade dele. O seu pai sempre me perguntava se eu sabia de alguma menina taiwanesa para apresentar ao filho deles.

Enquanto que governos tem andado na direção certa em relação da aceitação de pessoas LGBT, assim como a nova lei de Michigan e a legalização do casamento homoafetivo em Taiwan, eu ainda acredito que ainda temos uma longa caminhada para alcançar a completa aceitação.

Muitos jovens taiwaneses queer e jovens com ascendência asiática dos Estados Unidos ainda sofrem discriminação dentro de seus círculos sociais, familias e colegas de trabalho.

Em uma pesquisa publicada no jornal acadêmico da AAPI Nexis: Política, Prática e Comunidade, o Dr. Magpantay afirma que a conscientização sobre igualdade LGBT dentro das comunidades asiáticas dos Estados Unidos ainda é inadequada, normalmente comprometendo nessa mentalidade de “um passo para frente, um passo para trás”.

Isso explica porque, apesar da legalização do casamento homoafetivo em Taiwan, isso não é suficiente para mudar a mente de asiáticos e taiwaneses conservadores. Isso fere muitos estudantes asiáticos queer, como o meu amigo.

Então, se os atuais esforços e lutas não são suficientes na normalização do stigma LGBT nas comunidades taiwanesas e asiáticas dos Estados Unidos, existiria algo que nós poderíamos fazer para ganhar aceitação universal de todos?

Eu apoio grupos LGBT em escolas de línguas asiáticas, como escolas chinesas. Cada estudante deveriam ter oportunidades iguais para descobrir a sua verdadeira identidade, sem se sentir ameaçado ou rejeitado pela comunidade asiática.

Baseado nas pesquisas enviadas para a Lesbian and Straight Education Network, o Dr. Joseph G. Kosciw expressou o seu apoio para esses grupos, tais como a Gay-Straight Alliances, combinado com compreensíveis políticas anti-bullying, providenciando benefícios positivos para estudantes LGBT.

Além disso, programas comunitários sobre educação sexual deveriam estar urgentemente disponíveis para membros das comunidades taiwanesas e asiáticas, para que eles possam levar a uma mudança positiva de pensamentos.

De acordo com o artigo de Kenneth H. Mayer “modelo de cuidado, educação e pesquisa integrado da Fenway Community Health da população LGBT”, programas de apoio comunitário são importantes para cultivar o reconhecimento e poder cultural para a comunidade LGBT.

Se nós como uma sociedade podemos aumentar a conscientização da comunidade LGBT, estudantes queer, como meu amigo, podem ter a liberdade de amar quem eles quiserem sem o julgamento de suas comunidades asiáticas.

Além disso, a normalização da comunidade LGBT irá permitir que famílias asiáticas dos Estados Unidos e de Taiwan a abraçarem suas crianças por quem elas são, ao invés de mudar quem eles são.

_____________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Opinion: The struggles faced by queer Asian teenagers

Poeta gay e ex-refugiado Ocean Vuong é nomeado para o prêmio MacArthur Fellows de 2019

Três artistas falam como é ser Queer, Muçulmanos e Paquistaneses

Conheça Marshall Bang: A estrela de KPOP que se assumiu para promover aceitação na Coréia do Sul

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: