Confissões de um homem bissexual de Delhi

Tradução do texto enviado anonimamente e publicado originalmente na GQ.

_________________________

Como é não ser nem hétero ou nem gay? Um homem de Delhi fala sobre como é ser um homem bissexual.

“Uma minoria dentro da minoria”

“Eu sou um homem de 36 anos morando com minha família em Delhi – ‘inconvencional’ nem começa a definir o que seria a minha vida”.

“Eu comecei a entender a minha sexualidade na faculdade. No começo, eu estava confuso. Como eu poderia achar um homem atraente? Eu estava namorando uma menina na época, e esse interesse por outro homem revirou completamente o meu mundo. Além de estar preocupado se alguém descobriria isso, eu estava com medo de me tornar gay. Percebam que isso era 2003 e naquela época eu não sabia nada sobre bissexualidade – assim como a maioria das pessoas, eu só sabia e compreendia ser hétero ou gay”.

“Foi só quando eu confessei para a minha amiga, depois de ficar bêbado, que as coisas começaram a fazer sentido. Ela foi a pessoa que me falou sobre a bissexualidade, e eu fiquei sem palavras. Quando eu contei para a minha namorada, ela terminou o namoro, e disse para todos que conhecíamos sobre isso. Meu segredo estava completamente exposto, e eu não sabia como lidar com isso”.

“Primeiro, eu tive que enfrentar a realidade de que eu não era mais ‘normal’ – eu podia ser parte da comunidade LGBT e isso me deu calafrios. Além disso, eu não era simplesmente gay. Ser bissexual significava que eu era uma minoria dentro de uma minoria. Como eu lidaria com isso?”

“Um homem ou uma mulher, isso não importa”

“Eu queria saber se existia algum tipo de diferença entre minhas atrações por homens e mulheres, ou, se eu me atraia para um dos gêneros mais do que os outros. Como resultado, eu tive relações sexuais tanto com homens como com mulheres, o máximo que eu podia. Ambas as experiências foram diferentes, tudo o que eu sentia era mais confusão”.

“Não existia nenhuma representação de bissexuais na mídia. Ainda não existem, para ser honesto. Quando eu decidi sair do armário para os meus amigos, tudo o que eu recebi foram piadas sem graça. Você pode desfrutar dos dois mundos, era o comentário mais comum. Você pode sair com quantos homens quiser e então casar com uma menina, alguém sugeriu. Existiu uma quantidade muito grande de “é só uma fase”. Basicamente, ninguém compreendeu meu verdadeiro eu. A maioria ainda não compreende, mesmo depois de duas décadas”.

“Foi um artigo da internet que finalmente resolveu o dilema para mim – ele dizia que para pessoas bissexuais, a atração nunca foi sobre o corpo das pessoas, mas sobre a pessoa por inteiro. Um homem ou uma mulher, não importa – se eles tem uma qualidade (ou mais) que você gosta, eles são perfeitos para você”.

“A maioria dos homens e mulheres que eu gostei me recusaram”

“Como é a sua vida amorosa? Eu tive muito azar nesse departamento. A maioria dos homens e mulheres que eu gostei me recusaram. Mesmo no Tinder. Eu não posso namorar alguém que é bissexual – eu ouvi isso inúmeras vezes. Os homens se preocupam eu eventualmente eu querer me casar com uma mulher, e as mulheres tem medo de eu simplesmente me tornar gay”.

“Eu tive um relacionamento sério. Ele durou três anos, na realidade. Nos encontramos no casamento de um amigo em comum, e nos demos muito bem imediatamente. Quando eu contei para ela sobre a minha sexualidade, ela simplesmente deu de ombros e disse que não se importava com isso. Eu não sei dizer o quanto isso foi um alívio para mim. Eu nunca recebi esse tipo de reação – ela me fez sentir ‘normal'”.

“Mesmo que esse relacionamento não tenha dado certo no final, eu tenho memórias maravilhosas do nosso tempo juntos. A razão da nossa separação não foi a minha orientação sexual, e isso nos dá esperança de ter outro relacionamento bom no futuro”.

“Ser bissexual não significa estar atraído por homens e mulheres ao mesmo tempo”

“Como isso funciona, essa é a pergunta mais comum que fazem quando ficam sabendo da minha sexualidade. Um amigo uma vez me perguntou quem eu escolheria se eu me sentisse atraído por um homem e uma mulher ao mesmo tempo. Como se as coisas funcionassem desse jeito. Infelizmente, a maioria não sabe sobre outros tipos de sexualidades e tem noções extremamente estereotípicas sobre elas”.

“Me deixe explicar uma coisa – ser bissexual não significa que você é atraído por homens ou mulheres ao mesmo tempo. Não significa que se eu estiver namorando uma mulher, ela terá que viver constantemente com medo de eu trair ela com outro homem. Ou, vice-versa. Assim como pessoas heterossexuais sentem atração pelo gênero oposto, um bissexual sente atração por ambos os gêneros. Só isso”.

“E todos os que acreditam que bissexuais estão se divertindo o tempo todo, eu espero que vocês entendam como é difícil conseguir um encontro. A maioria das pessoas te rejeitam antes mesmo de te conhecerem porque não sabem como lidar com a sua orientação sexual. Isso certamente não é divertido”.

“Eu sinto que as pessoas não me entendem? Claro que sim”

“Meus pais ainda estão em negação sobre a minha sexualidade, eu suponho. Sim, mesmo depois de todos esses anos. Eles tem a esperança de que um dia, eu volte e diga que sou hétero – mesmo que isso aconteça quando eu tiver 40 ou 50 anos. Isso que é otimismo”.

“Até mesmo membros da comunidade LGBT não me aceitam, uma vez que descubram que eu não sou gay. Existem muita movimentação em prol dos homossexuais mas quantos bissexuais você conhece lutando pelos nossos direitos? Mesmo depois da suprema corte ter dado um fim na seção 377, o debate sobre bissexualidade ainda não ganhou espaço na mídia. Uma das razões é que a maioria das pessoas sente que a bissexualidade é somente uma fase, uma que lentamente levará para a homossexualidade. Nós não queremos que um homem ou uma mulher possam se sentir atraídos por ambos os gêneros pela sua vida inteira”.

“Isso me faz sentir sozinho? Sim. Eu me sinto incompreendido? Claro que sim. Felizmente, as coisas estão mudando, e mais e mais pessoas estão se assumindo bissexuais. Ajuda que as pessoas possam se sentir representadas – Eu também consegui fazer amizade com pessoas bissexuais, e todos agimos como um grupo de apoio um para o outro”.

“Já é 2019 e podemos ser quem realmente somos – se ao menos as coisas pudessem ser assim no passado”.

_________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Confessions of a bisexual man from Delhi

Governo local da Índia proíbe cirurgias de normalização sexual em crianças intersexuais

A comunidade trans da Índia, Bangladesh e Nepal esperam nas margens pela mudança da opinião pública

“Eu não sou corajosa. Eu só sou mãe” – Como é ser mãe de uma criança intersexo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: