Parlamento Chinês descarta o casamento homoafetivo

Tradução do texto originalmente postado no The Japan Times.

_________________________

A limitação do casamento sendo somente entre um homem e uma mulher irá permanecer o posicionamento legal da China, afirmou um porta voz do parlamento chinês, descartando a possibilidade de seguir o exemplo de Taiwan de reconhecer o casamento homoafetivo, apesar da pressão de ativistas.

O parlamento taiwanês aprovou um projeto de lei em Maio que reconhecia o casamento homoafetivo depois de anos de debate sobre o casamento igualitário que dividiu a ilha.

A China, que reivindica o território de Taiwan, tem um cenário gay muito vivo nas grandes cidades, mas não existe nenhum sinal de que o atual governo irá legalizar o casamento homoafetivo.

Questionado sobre essa questão, Zang Tiewei, porta voz da comissão de assuntos legais do parlamento, afirmou que a lei chinesa somente permite o casamento entre um homem e uma mulher.

“Essa lei serve as condições e tradições culturais e históricas do nosso país”, ele disse. “Até onde eu sei, a grande maioria dos países do mundo não reconhecem a legalização do casamento homoafetivo”.

Alguns legisladores chineses já ocasionalmente propuseram no passado, sem sucesso, leis que reconheceriam o casamento homoafetivo durante a reunião anual da China dentro do parlamento que ocorre todo março.

Não existem leis contra relacionamentos homoafetivos na China. Apesar da crescente conscientização sobre questões LGBT, a comunidade tem sido alvo de censores chineses nos recentes meses, incentivando a crescente intolerância.

Ativistas tem pedido que as pessoas da China proponham emendas para o código civil, apesar de admitir que elas terão pouca chance de sucesso. Espera-se que as partes sobre casamento desse código sejam aprovadas nos próximos anos.

O código traria mudanças sobre questões que incluem assédio sexual, divórcio e planejamento familiar, mas não se aprofunda nos direitos da comunidade LGBT, de acordo com o texto publicado pelo parlamento.

Zang disse que a seção de casamento do projeto mantêm o sistema matrimonial ainda sendo como entre um homem e uma mulher.

_________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Chinese parliament spokesman rules out allowing same-sex marriage

Você pode ser gay na internet chinesa?

Leslie Cheung: um ícone gay da Ásia

O site chinês Weibo está censurando novamente conteúdos LGBT?

Um comentário em “Parlamento Chinês descarta o casamento homoafetivo

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: