Conheça quem foram os expositores que participaram da Feira Pólvora

No dia 18 de Agosto aconteceu a Feira Pólvora, evento que teve curadoria e expositores formados apenas por pessoas LGBTQIA+ racializadas (Negras, indígenas e asiáticas – marrons e amarelas), buscando caminhos pra uma construção coletiva de inclusão, fortalecimento e partilha.

Nós da Asiáticos pela Diversidade montamos aqui uma lista de todos os 24 expositores que estavam no espaço do Galpão da Casa 1 apresentando e vendendo os seus trabalhos.

Afrop

IMG_3488Apresentação: Descobri a fotografia aos 13 anos em uma festa de família e desde então só me apaixonei mais. Esse ano eu me vi na obrigação de fotografar pessoas iguais a mim, já que eles (branco, cis) sempre não dão o valor correto. Autoestima trans importa e se for negro mais ainda. Estou montando um projeto chamado “corpos esquecidos” e ele engloba isso tudo, em forma de detalhes e sorrisos.

Portifólio:

VSCOPedro Jorge

Instagram: @afr0p

 

Ariel Terra Boa / Jessy Velvet Zion

IMG_3492

Apresentação: Ariel Terra Boa. Artiste independente, negrx, trans não binário, natural do Rio Grande do Sul. É zineiro e encadernador manual desde 2015. Atualmente reside em São Paulo desenvolvendo pesquisas da Diáspora Africana, do mercado editorial independente, performance, pós pornografia, industria farmaco e cultura Ballroom. Jessy Velvet Zion é artista da dança desde 2011, estudando entre aulas regulares e workshops: Ballet, Jazz, Hip Hop, House, Dance Hall, Stiletto, Videodance, Dança Contemporanea, Waacking e Voguing. Começou seus estudos e vivências na cultura Ballroom em 2017, participando dos treinos, batalhas e logo em seguida convidada a fazer parte da Mainstream House of Zion. Na cena kiki é mãe da Kiki House of Black Velvet. É professora, performer, jurada nas balls, mulher preta periférica e careca e se aventurando no universo da encadernação, produção de Zines e afins

Portifólio:

Instagram: @fruit_bunitxs, @nhoka_da_terra e @jessyvelvet

Arte de Maria

IMG_3494

Apresentação:  Minha inspiração é em torno do feminino e força da mulher, em especial da mulher negra. Encontrei na Arte de Maria uma maneira de levar minha arte até as pessoas de forma útil e assim conseguir passar uma mensagem de resistência através dela. “Maria” é uma representação para todas nós, mulheres guerreiras. Busco dar visibilidade a mulheres que foram invisibilizadas pela história e trazer representatividade para nós mulheres negras.

Portifólio:

Site: Arte de Maria

Instagram: @arte.de.maria

AYO

IMG_3495Apresentação: Surjo através de um trabalho independente, ainda construindo minha identidade pessoal e artística. Aplicando, essencialmente, técnicas em aquarela, busco expressar o olhar pelas mulheres e suas infinitas formas, exatamente pela falta de representatividade e por ser o tema no qual mais me identifico. Minha visão é alcançar novos espaços e somar dentro da cena de artistas periféricos, assim conseguindo novos públicos.

Portifólio:

Instagram: @akuayo

 

Breeze Spacegirl

IMG_3493Apresentação:Flávia Borges, que também assina como Breeze Spacegirl, é ilustradora e quadrinista de São Paulo/SP. Atualmente seus trabalhos são voltados principalmente para o editorial e infantil.

Portifólio:

Instagram: @breezespacegirl

 

 

 

 

 

Daiely Gonçalves

IMG_3476Apresentação: Daiely Gonçalves é uma artista visual que reside na região metropolitana de Belo Horizonte, produz uma serie de trabalhos denominados de “Remendos em territórios de desafeto”. Seus trabalhos permeiam da gravura a colagens analógicas, pinturas, desenhos e escritos que retratam o cotidiano de forma sensível na intenção de reestruturar afetividades através da memoria.

Portifólio:

Site: Daiely Gonçalves

Instagram:@daielygoncalves

 

Emi Kiyan

IMG_3477Apresentação: Erica Emi, paulistana, mestiça, descente de japoneses. Formou-se em design gráfico, focada em ilustração. Seus trabalhos unem a ilustração com o design criando composições gráficas como pôsters, transmitindo duas de suas maiores paixões: desenhos animados e a cultura asiática. Seu objetivo é poder representar a cultura da sua família através dos seus trabalhos. Suas outras paixões são: coisas fofas e darks, músicas dos anos 80 e Stephen King.

Portifólio:

Instagram@emi_kiyan

 

Fabio Lopes

IMG_3475Apresentação: Artista visual, ator, arte educador e performer. Negro, bixa e periférico. Cofundador e bixa artista do coletivo BIXA PARE. Pesquisa os desdobramentos do desenho como dispositivo relacional e disparador criativo.

Portifólio:

Instagram@oflopes

Gustavo Inafuku

IMG_3485Apresentação: Gay, brasileiro-okinawano Não me considero um artista, mas tenho usado o desenho e a pintura como ferramentas para me conectar com a minha identidade. Comecei a desenhar copiando mangás e influenciado pelo meu avô, que passava o tempo desenhando em bloquinhos enquanto cuidava de sua quitanda no interior. Parei de desenhar quando passei a negar minha herança cultural asiática e só recentemente, após o contato com o novo ativismo, voltei à prática. Meu insta, por consequência, reflete um pouco dessas experiências

Portifólio:

Site: Inafuku Gustavo

HBZart

IMG_3474Apresentação:Ilustrações com cunho afrocentrado, focando em amor lgbtq+, ancestralidade e afeto.

Portifólio:

Behance: Gabriela Batista

Instagram: @hbz_art

 

 

 

 

 

Juão Nyn

IMG_3498Apresentação: Uma serye de obras fotografycas cryadas pelao artysta Juão Nyn, à convyte da revysta ANTROPOSITIVO, em parcerya com a fotógrafa Mylena Sousa, na perspectyva de crytycar peças teatrays através da construção de cocares, elemento de poder na cultura yndygena.

Portifólio:

Instagram: @juaonyn

 

 

 

 

La Fluera Art

IMG_3473Apresentação: Eu sou uma artista nova. Individual que ta ai querendo entrar no ramo e entrando aos poucos. Faço poesia, desenho, de vez em quando uns quadros, mas to sempre em movimento.

Portifólio:

Instagram: @laflueraart

 

 

 

 

 

Mãe Bahia

IMG_3472Apresentação: Sou uma artista visual que trabalha, principalmente, com a produção de autorretratos, utilizando diversos materiais como aquarelas, tinta a óleo, giz, entre outros. Tenho também um tímido trabalho de poesias que caso eu seja selecionada, farei uma estreia com esses trabalhos na feira.

Portifólio:

Instagram: @maebahia_

 

 

Naná YWÁ

IMG_3471Apresentação: Indígena urbana de ascendência Kaingang do Paraná, trabalha através da arte de fotocolagem e pintura digital, abordando o tema de povos indígenas e culturas minoritárias pelo mundo e sua relação com os centros urbanos.

Portifólio:

Tumblr: YWÁ Naná

Instagram: @nakaingang

 

 

 

Partes

IMG_3479Apresentação: Partes é meu projeto autoral como ilustradora que contempla o universo feminino com muita representatividade, dialogando sempre com minhas vivências como mulher e pessoa com deficiência.

Portifólio:

Facebook: Partes

Instagram: @partes.art

 

 

 

Poc Morales

IMG_3470Apresentação: É sempre difícil transcrever o que a gente é como artista hahaha, mas toda vez que eu desenho eu conto uma história.. olhando pra dentro de mim, pra dentro do mundo e depois jogando isso no papel.

Portifólio:

Instagram: @pocmorales

 

 

 

 

 

 

 

Senko Incensários

IMG_3468Apresentação:A Senko Incensarios é uma marca de produtos artesanais de cerâmica, feitas uma a uma com amor e carinho no jardim de casa. No ateliê somos em duas, mãe e filha, e juntas fazemos cerâmica. A marca produz especificamente Incensarios, cinzeiros, cuias e outras coisinhas lindas.

Portifólio:

Instagram: @senko.incensarios

 

 

 

 

Tais Koshino

IMG_3478Apresentação: Ela trabalha com desenho em diversos suportes e formatos: narrativas visuais no papel, desenhos em movimento na tela e tatuagem na pele. Com uma estética naïve e um toque esquisitinho, seus desenhos apresentam seres e universos um pouco disformes, mas estranhamente familiares, que são possíveis e habitam dentro de suas narrativas.

Portifólio:

Site: Tais Koshino

Instagram: @taiskoshino

 

Tayná Miessa

IMG_3480Apresentação: Kintsugi é o nome de uma técnica de reparação de cerâmica com ouro, a rachadura fica exposta e passa a fazer parte do objeto. A aceitação do impermanente e imperfeito é a filosofia por trás dessa técnica e é essencial para entender minha relação com o meu trabalho. A colagem é o meio por onde eu encontrei um espaço de expressão, como filha da imigração, faço dos meus pedaços uma obra inteira. Pego minhas rachaduras e mostro, aceitando o que não posso mudar e me orgulhando por ter quebrado e colado de novo. E de novo.

Portifólio:

Instagram: @kintsugi.cwb

Teidy Nakao

IMG_3486Apresentação:Tenho 24 anos, sou formado em Audiovisual e atualmente trabalho como motion designer e ilustrador, além de atuar na área de design gráfico também. Trabalho paralelamente com meus projetos autorais, que variam desde fotografias e ilustrações até publicações e projetos audiovisuais independentes.

Portifólio:

Site: Teidy Nakao

Instagram: @naoenteidy

 

 

Teramis Ghzz

IMG_3484Apresentação: Sou uma artista visual em formação e me descobri nessa área faz pouco mais de dois anos, dessa forma, ainda estou em fase de experimentação para me encontrar, mas acredito que minha identidade de mulher marrom lgbt se manifesta no meu trabalho de forma que o deixa consolidado. Meus temas principais saem de um lugar mais autobiográfico mas se conectam com as outras pessoas.

Portifólio:

Site: Tamires Ghazzaoui

 

 

Vamp Corp

IMG_3482Apresentação:Vamp Corp é a abreviação para Vampire Corporation, que é composta por apenas uma pessoa, Nicolle Fraga que assina como Zaira, seu segundo nome e primeiro nome de sua avó. Vampiros são seres da noite, que é onde a artista se sente mais inspirada. A grande parte das ilustrações são feitas utilizando esqueletos/crânios/caveiras sendo uma forma de representar qualquer ser humano, sem gênero, sexualidade e idade.

Portifólio:

Instagram: @vampcorp

 

Vitorelo

IMG_3483Apresentação:Vitorelo é artista, designer e mestre em Comunicação e Semiótica com a pesquisa A Resistência Política nos Quadrinhos Experimentais. É autora de Tomboy (2017), Lilibel (2018), Kit Gay (2018) e TILT (2018), este último indicado para o Prêmio Grampo 2019 e finalista do Dente de Ouro 2019. Seu trabalho é marcado por experimentações de linguagem e questionamentos de gênero e sua performance. Atualmente trabalha em um projeto maior voltado para a comunidade LGBT+.

Portifólio:

Instagram: @rvitorelo

YUNÁ

IMG_3481Apresentação: Todos os seres vivos tem como missão contribuir com a cura do planeta. A YUNÁ perpetua esta idéia atraves de acessórios artesanais desenvolvidos ecologicamente sem perder a beleza da natureza

Portifólio:

Instagram: @yuna_arte

 

 

 

 

 

 

_________________________

Links relacionados:

12 Artistas LGBT+ Brasileiros com ascendência leste-asiática para você seguir no Instagram

Sobre fuga, solidão e linguagem: Entrevista com Paty Baik sobre a sua participação na exposição Textão

Artista resgata a memória LGBT com o projeto “No meu tempo não tinha disso” – Entrevista com Daniel Wu

A humanização do asiático LGBT em “OKAMA – Vozes LGBT nipo-brasileiras”

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: