Conheça o projeto que tenta levantar as questões de idosos LGBT na Ásia

Tradução do texto de Choltanunutkun Tun-atiruj originalmente postado no BK.

________________________

Ryan Figueiredo, de 42 anos, é um ativista de direitos LGBT cuja nova ONG, a Equal Asia Foundation (EAF), foca na população LGBT da terceira idade. Nos últimos 20 anos, ele tem se dedicado a questões de desenvolvimento social – da malnutrição de crianças para direitos reprodutivos – na sua terra natal na Índia. Próximo do Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, ele conversou com a revista sobre o por quê de ONG de direitos LGBT normalmente ignoram a comunidade mais velha.

Por que você criou a EAF?

Para falar de um ponto cego em relação a comunidade LGBT da Ásia. Nossos quatro principais focos são: envelhecimento e membros velhos da comunidade LGBT, questões de saúde mental, como prevenção de suicídio e redução de danos na comunidade LGBT jovem, conflitos humanos, e usando a tecnologia para terminar com a pobreza na comunidade LGBT. Existe muito pouco sendo feito sobre essas questões na Tailândia, então pessoas LGBT estão deixadas para trás. Muitas organizações reagem a essas questões quando elas acontecem, mas eu acho que existe também um espaço para pensar sobre o futuro e planejamentos para construir uma comunidade melhor.

Quais são os seus projetos atuais?

Nós estamos primeiramente focando em como criar pontes no abismo que existe entre as gerações dentro da comunidade LGBT, para tentar reduzir o isolamento social. O trabalho de hoje  tende a focar em jovens, negligenciando as gerações mais velhas, que não conseguem ter a experiência de liberdade que jovens LGBT sentem hoje. Nós estamos focando em inovar maneiras de apoiar refugiados LGBT e pessoas que buscam asilo, especialmente aqueles em países afetados por conflitos e desastres nacionais.

Quais questões são únicas para o envelhecimento da comunidade LGBT?

Isolamento social de pessoas LGBT mais velhas é muito sério na Tailâdia, isso os empurra para um espaço de solidão e seus problemas inerentes. tudo o que você precisa fazer é entrar em qualquer festa LGBT e olhar em volta. Você irá poder contar o números de LGBT idosos em uma única mão. Muitas das feridas no nosso movimento hoje existem porque os jovens LGBT não reconhecem a jornada histórica que as gerações mais velhas tiveram que passar para que nós pudéssemos estar aqui. E por outro lado, as gerações mais velhas tem pouco entendimento dos desafios de ser LGBT na era da internet.

Como a situação aqui na Tailândia se compara com outras grande cidades da região?

Do ponto de vista das vantagens, nós estamos indo muito bem, mas nós realmente precisamos focar em quem ainda está sendo deixado para trás, como mulheres lésbicas e homens trans, que não recebem a aceitação como homens gays.

Por que você diz que a Tailândia tem que mudar para se tornar uma líder na região?

A Tailândia descriminalizou a homossexualidade em 1956, e as Autoridades do Turismo da Tailândia recentemente lançou uma campanha para promover o país como um destino amigável para pessoas LGBT. A Tailândia também conduziu uma ampla consulta sobre o projeto de lei da Parceria Civil e no ano passado o gabinete arquivou o projeto. Isso são indicativos de que a Tailândia valoriza como o mundo a vê como um país tolerante, receptivo e progressivo para questões LGBT e nós podemos ajudar o governo a concretizar essa ambição.

________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Why Asia’s aging LGBT community is left in the dark

Como é ser a primeira vencedora trans de Drag Race

Franquia de Drag Race coroa a primeira participante trans

Tailândia elege a primeira mulher trans para o Parlamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: