Paquistão abre a primeira escola pública para pessoas trans em Lodhran

 

Tradução do texto de Dawood Rehman originalmente postado no Daily Pakistan.

_____________________________

O governo Punjab estabeleceu uma escola para pessoas trans na cidade de Lodhran sob o Departamento de Letramento, anunciou o porta voz do ministro chefe Usman Buzdar.

O Dr. Shahbaz Gill também compartilhou um vídeo de uma sala de aula do primeiro estabelecimento governamental para estudantes trans em seu twitter.

Em abril do ano passado, o Paquistão lançou a primeira escola para pessoas trans dentro do mundo islâmico.

Asif Shahzad, fundador da The Gender Guardian, disse que a escola em Lahore tem um corpo docente de 15 membros, participando da educação de cerca de 40 estudantes da comunidade trans.

O braço da organização não governamental Exploring Future Foundation (EFF) também oferece treinamento vocacional focando em moda, beleza e também em design gráfico.

“Nós iremos oferecer treinamento de habilidades e currículos para a comunidade trans que tem se envolvido conosco”, disse o diretor da EFF Moizzah Tariq.

Não existe limite de idade para a admissão na The Gender Guardian, localizada na Autoridade de Defesa de Moradia (DHA) de Lahore.

Com o objetivo de oferecer 12 anos de educação acadêmica (de nível primário para o secundário), existem planos da fundação de abrir mais duas escolas para a comunidade trans em Karachi e Islamabad.

Acesso à educação é um direito de todas as pessoas mas infelizmente pessoas trans sofrem discriminação no Paquistão e muitas sofrem em encontrar empregos. Algumas são forçadas a viver de esmolas, danças ou prostituição para conseguirem dinheiro.

A província de Punjab tem 64,4% da população trans do país com 6.709 pessoas registradas nessa categoria.

Porém, fontes oficiais do departamento do bem estar dizem que Lahore e áreas ao redor tem uma população estimada de 30.000 pessoas trans.

O senado do país aprovou no dia 7 de março de 2018 uma lei de proteção dos direitos de pessoas trans, dando o poder para elas determinarem os seus próprios gêneros.

Também ano passado, um canal de notícias do Paquistão contratou a primeira âncora trans da televisão.

Marvia Malik, uma jornalista que também trabalhou como modelo, disse que ela estava alegre e em lágrimas quando recebeu a oferta de emprego. Ela apresentou o seu primeiro jornal na rede privada de Kohenoor no dia do Paquistão (23 de março) depois de meses de treinamento.

_____________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Pakistan opens first public school for transgender persons in Lodhran.

Drag Queen paquistanesa dá aos homens um gostinho da própria toxicidades em show de comédia

Fotos da primeira parada do orgulho em Mumbai depois que a homossexualidade foi descriminalizada na Índia

Cozinheira consegue emprego em uma estatal paquistanesa e se torna a primeira mulher trans a conquistar esse espaço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: