Primeira atleta abertamente LGBT da Índia se torna capa da Cosmopolitan

Tradução do texto de Rik Glauert originalmente postado no Gay Star News.

___________________________________

A primeira atleta abertamente LGBT da Índia, Dutee Chand, apareceu na capa da Cosmopolitan na edição de julho.

A velocista bissexual ganhou as manchetes quando revelou o seu relacionamento com outra mulher.

A medalhista de prata nos Jogos Asiáticos de 2018 foi a primeira atleta indiana a publicamente admitir estar em um relacionamento homoafetivo.

“Em uma entrevista exclusiva com a Cosmo India, Dutee conta sobre a sua jornada como atleta, a sua história ao sair do armário, e mais”, escreveu a Cosmopolitam em uma postagem do instagram.

A capa mostra Chand na pista de corrida. Ela está usando o seu uniforme com uma jaqueta com as cores do arco-íris.

Uma atleta saindo armário

Chand é, atualmente, a campeã nacional na categoria 100 metros. Ela está também esperando poder participar das próximas olimpíadas.

“Eu acredito que todos podem ter a liberdade de estar com quem eles quiserem estar” ela disse quando se assumiu.

“Eu sempre apoiei os direitos daqueles que querem estar em um relacionamento com alguém do mesmo sexo. É uma escolha pessoal”.

Dutee também explicou que a sua irmã mais velha se opôs contra o seu relacionamento.

“Minha irmã mais velha meio que tem o poder e autoridade na minha família. Ela expulsou o meu irmão mais velho de casa porque ela não gostava da esposa dela. Ela me ameaçou da mesma forma”, ela explicou.

Chand então adicionou: “Ela acha que a minha parceira está interessada na minha propriedade. Ela contou para mim que ela irá me mandar para a cadeia por ter esse relacionamento”.

“Mas eu também sou uma adulta que tem liberdade individual. Então, eu decidi continuar e me assumir publicamente”.

Além disso, as pessoas do seu vilarejo disseram que o fato dela se assumir foi “humilhante”. Chand vem de Chaka Gopalpur, um vilarejo no estado de Odisha na Índia Oriental.

Uma pessoa de Chaka Gopalpur disse que o vilarejo não podia apoiar o relacionamento de Chand. “É humilhante para todos nós”, disse Prashant Behra.

Direitos LGBT na Índia

A Suprema Corte Indiana decidiu em setembro do ano passado que a lei que criminalizava a homossexualidade do país era inconstitucional.

A seção 377 do Código Penal da era colonial da Índia punia o sexo gay com 10 anos de prisão. Mas, a Suprema Corte disse que isso violava o direito à privacidade.

Indianos, então, celebraram a descriminalização de aproximadamente 4,5 milhões de pessoas LGBT.

Apesar desse evento histórico, pessoas LGBT ainda enfrentam a discriminação em praticamente todos os aspectos da vida.

Eles não recebem acesso a moradia pelo governo e em setores privados, forçando eles a viver segregados da sociedade.

Eles enfrentam assédio de proprietários, membros da família, vizinhos, e até mesmo da polícia.

No trabalho, empregadores normalmente discriminam os empregados LGBT durante o recrutamento. Trabalhadores LGBT normalmente são desconsiderados para vagas por causa da sua sexualidade ou identidade de gênero.

Atualmente, a Índia não protege pessoas LGBT com qualquer tipo de lei anti-discriminação.

___________________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): India’s first openly-LGBTI athlete is Cosmopolitan cover star

Ordem espiritual trans encontra aceitação em peregrinação

Primeira feira LGBT de empregos da Índia reúne diversas empresas em Bangalore

Ativistas LGBT lutam contra atitudes da era colonial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: