Primeiro Ministro de Cingapura afirma que irá manter lei que criminaliza a homossexualidade

Tradução do texto de Rik Glauert originalmente postado no Gay Star News.

____________________________

O primeiro ministro de Cingapura, Lee Hsien Loong, disse no dia 26 de junho que a legislação que criminaliza a homossexualidade, a seção 377A, irá permanecer existente “por algum tempo”.

Mas, ele disse para os participantes da conferência de tecnologia que isso não iria impedir a chamada de talentos internacionais para a cidade, de acordo com o Today Online.

A seção 377A do código criminal da cidade-estado criminaliza o sexo entre duas pessoas do mesmo sexo com pena de até dois anos de prisão.

As autoridades raramente fazem cumprir essa lei. Mas, a maioria dos cidadãos de Cingapura, que em sua maioria são conservadores religiosos, apoiam a manutenção dessa lei.

“A minha visão pessoal é de que se eu não tenho um problema – e isso é um compromisso difícil – eu estou preparado a viver até que as atitudes sociais mudem”, declarou Lee para a BBC em 2017.

“Bem vindo a Cingapura”

Lee estava falando como um convidado de honra na Smart Nation Summit em Cingapura.

Um membro do público perguntou como as legislações do país poderiam mudar a atração de talentos – incluindo a Seção 377A.

“Você sabe as nossas regras aqui em Cingapura”, responde Lee, de acordo com o Today Online.

“Qualquer que seja a sua orientação sexual, você será bem vindo para trabalhar em Cingapura”, ele disse.

“É a maneira como a sociedade é: Nós não somos como São Francisco, nem somos como países do Oriente Médio. Nós estamos no meio, é a maneira como a sociedade é”.

Lee também mencionou o evento da Pink Dot de Cingapura – o maior festival LGBT da cidade.

Nesse ano, os organizadores da Pink Dot criaram uma chamada para que cidadãos de Cingapura “Se levantem contra a discriminação”.

“Falta de estrutura moral”

Ativistas locais se manifestaram contra a fala de Lee.

“Essa é a qualidade de um líder que apoia a discriminação e diz para as pessoas ficarem quietas”, escreveu o ativista Roy Ngerng no Twitter.

“Ao invés de lutar contra a discriminação, ele está mais preocupado em atrair ‘talentos’ para o crescimento econômico”.

A posição de Lee Hsien Loong é um passo para trás na visão do governo sobre a homossexualidade, contou Ngerng para o Gay Star News. O fundador de Cingapura, e também o pai de Lee Hsien Loong, Lee Kuan Yew, ambos acreditavam que a visão da sociedade deveria mudar com o tempo.

Lee Hsien Loong, enquanto isso, “nem tentou explicar as suas declarações”, disse Ngerng. “Parece quase como se ele estivesse dizendo para as pessoas LGBT que ele não se importa”.

Ele também disse que foi “chocante” a maneira como o primeiro ministro mencionou o Oriente Médio. “É como se: nós somo maus, mas não tão maus assim”.

“Uma falta enorme de estrutura moral, se me perguntarem” escreveu Ngerng.

Jornalista local e ativista, Kristen Han, criticou o primeiro ministro por usar a Pink Dot como um exemplo de liberdade.

Ela na realidade é uma reação contra as leis discriminatórias do país, disse ela.

____________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Singapore will keep anti-gay law Section 377A ‘for some time’ says PM

Conheça Vanda, uma das maiores Drags de Cingapura

Estudo aponta que 70% da população de Cingapura desaprova o casamento homoafetivo

Li Huanwu, neto de um dos fundadores de Cingapura, se casa com o seu namorado na África do Sul

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: