Celebração da Diversidade na primeira Parada do Orgulho do Nepal

Tradução do texto de Aasna Sijapati e Ankit Khadig para o The Himalayan.

_____________________________

A primeira parada do Nepal teve a participação de diversas pessoas e variados hinos de orgulho foram cantados em Maitighar (Fibwa-Khya) no dia 29 de junho.

Centenas de participantes com pinturas faciais (que eram feitas por outros participantes), guarda-chuvas coloridos, e cores vibrantes inundaram a área de Mandala antes da parada. Dançarinos se apresentavam na praça enquanto a multidão balançava as bandeiras do arco-íris em excitação.

Pride Parade
Uma participante pinta o rosto de outra enquanto esperam a saída da primeira parada do orgulho LGBT do Nepal em Kathmandu, no dia 29 de junho (Foto: Ankit Khadgi)

O clima positivo e animado e os sorrisos encorajadores recebiam todos transformando a primeira parada do orgulho uma celebração da diversidade e interseccionalidade. A combinação de pessoas de diversas nacionalidades, etnicidades, identidades sexuais foi parte vital da parada.

A parada organizada pela Queer Youth Group (QYG) e a Queer Rights Collective em colaboração com diversas organizações marcharam de Maitighar (Fibwa-Khya) até Nova Baneshwar (Khuntoo).

Rukshana Kapali, uma ativista trans e membro da QYG estava emocionada vendo a comunidade se unir para celebrar o amor juntos.

Rukshana Kapali
Rukshana Kapali, ativistas trams e membro da QYC ao lado de outros participantes segurando uma das bandeiras da primeira parada do orgulho do Nepal, em Kathmandu (Foto Ankiy Khadig)

Quando questionada de porque a sigla MOGAI (“Orientações marginalizadas, identidades de gênero e intersexuais). um novo acrônimo para minorias de gênero usado na parada, Kapali compartilhou que eles estavam procurando por um termo que incluísse identidades além daquelas dentro do acrônimo LGBT.

Essa parada se diferenciou da Marcha do Orgulho organizada anualmente pela Blue Diamond Society que acontece durante o festival de Gaijatra. Kapali explicou que a razão para a organizar uma parada em junho para aumentara visibilidade da comunidade e oferecer uma outra plataforma para que membros celebrem as suas sexualidades.

“Enquanto o apoio para a comunidade LGBT está crescendo, existe uma falta de conscientização sobre as diversas sexualidades como assexuais, pansexuais, bissexuais e gêneros fluidos”, compartilhou Kim Thakuri, uma participante que se identifica como pessoa não binária pansexual.

Um dos principais objetivos da parada foi colocar luz sobre identidades de gênero específicas através de placas que definiram um grande número de orientações sexuais, não só em nepalês e inglês, mas em diversas línguas locais.

Pride Parade
(Foto: Ankit Khadgi)
Pride Parade 1
(Foto: Ankit Khadgi)
Pride Parade
(Foto: Ankit Khadgi)
Pride Parade
(Foto: Ankit Khadgi)

A parada também recebeu apoio de pessoas heterossexuais que se identificam como aliados da comunidade. “Eu estou muito feliz de ser parte da parada e é incrível que amigos heterossexuais cisgêneros estão aqui para me apoiar”, disse Thakuri.

“Amar alguém não está errado. Todos devem ter o direito de amar quem quiser”, respondeu Praju Dotel, uma aliada, quando questionada sobre a sua participação no evento. Enquanto as áreas urbanas estão se tornando cada vez mais inclusivas para a comunidade LGBT, ela expressou a necessidade de ampliar a conscientização para áreas mais remotas do país.

Apesar do Nepal ter descriminalizado a homossexualidade em 2007 como o resultado do caso judicial Sunil Babu Pant e outros contra o governo do Nepal, a comunidade LGBT ainda luta por igual participação e representação em diversas questões do dia a dia.

O novo Código Criminal e Civil do Nepal (Muluki Ain) que entrou em efeito em agosto de 2018 falha em reconhecer o casamento homoafetivo e define o casamento como sendo a união entre duas pessoas de gêneros opostos – criando um ambiente hostil para casais LGBT.

“Sempre ouve a romantização do Nepal como sendo um dos países mais tolerantes da Ásia; porém, a realidade é muito diferente. As leis não são implementadas tornando mais difícil a vida da nossa comunidade”, disse Kapali.

Ela também discutiu a importância de incluir tópicos a cerca da comunidade LGBT no currículo do Nepal não somente para familiarizar os estudantes sobre esse conceito mas também fazer com que estudantes LGBT se sintam mais confortáveis no ambiente escolar. Olhando para a definição de “família” além das lentes heteronormativas pode ser um bom primeiro passo, apontou Kapali.

“Eu sinto que essas são o meu povo. Eu sei que eles não irão me julgar e eu posso ser eu mesme”, disse um entusiasta participante, Jyoti Shrestha, que se identifica como gênero fluido.

Falando sobre a estigmatização da comunidade LGBT, Shrestha apontou a prevalência de papéis de gênero na comunidade que dificulta a movimentação da sociedade nepalense em favor da inclusão de minorias de gênero.

“As pessoas aqui não sabem os termos específicos usados e apesar deles saberem que nós existimos, ainda existe muito tabu sobre esse tópico”, continuou Shrestha.

Pride Parade
Membros da comunidade LGBT e aliados participaram da primeira parada do orgulho do Nepal (Foto: Ankit Khadgi)
Pride Parade
  (Foto: Ankit Khadgi)

A primeira do gênero, essa parada teve a grande participação de jovens e conseguiu com sucesso enviar a mensagem de igualdade, diversidade e interseccionalidade no contexto nepalês.

“Aos poucos as pessoas estão se conscientizando e hoje eu estou conectada com outras pessoas da comunidade de maneira mais aberta. Então, eu não me sinto mais sozinha”, disse Shrestha, abraçando a sua sexualidade muito feliz.

_____________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Celebration of diversity and sexuality: country’s first pride parade

Indecisão do Nepal sobre o casamento igualitário deixa casais LGBT no limbo

Nações Unidas e Universidade de Mulheres da China apresentam relatório sobre reconhecimento legal de gênero

Gay na “Terra da Felicidade”, Butão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: