Polícia do Sri Lank prende escritor por causa de novela sobre monges budistas gays

Tradução do texto de Rik Glauert originalmente postado no Gay Star News.

____________________________________

A polícia do Sri Lanka prendeu um escritor por escrever sobre a homossexualidade no clérigo budista.

Shakthika Sathkumara, de 33 anos, foi preso na cidade de Polgahawela, de acordo com o New Indian Express.

Ele foi acusado de incitar ódio religioso sob o tratado internacional das nações unidas, onde o Sri Lanka é um dos signatários.

A polícia então o deteve em custódia por nove dias.

Sathkumara tinha postado um conto em seu facebook que incluía referências a comportamentos homossexuais entre monges budistas.

Um grupo de monges – que detêm poder majoritário no país – foi até a polícia. Eles afirmaram que a estória insultava o budismo.

Ainda, o Sri Lanka proíbe o sexo gay sob uma lei de 1883 introduzida na era colonial pelos ingleses. É uma lei similar a seção 377 na Índia, que foi recentemente abolida pela suprema corte indiana.

De acordo com o New Indian Express, ativistas locais descreveram esses acontecimentos como um ataque a liberdade de expressão.

“A polícia abusou do seu poder e realizaram uma prisão arbitrária”, declarou o Movimentos por Mídias Livres.

“Nós condenamos essa ação da polícia”.

Descriminalização

Uma das autoridades legais do Sri Lanka se pronunciou em 2017 para realizar mudanças para melhorar a condição de pessoas LGBT no país.

O Advogado geral Nerin Pulle disse que o país queria reformar o seu código penal para assegurar que estava de acordo com os padrões de direitos humanos internacionais.

Ele também afirmou que o governo iria aplicar leis anti-discriminatórias de pessoas LGBT.

Ativistas LGBT receberam bem esses comentários.

O grupo LGBT de liderança, Equal Ground disse que ninguém deveria ser alvo da lei por causa de quem são ou de quem amam.

“Seja LGBT ou não, todos nós temos o direito de usufruir dos direitos humanos. Nós esperamos que o governo cumpra com esses comentários, disse a diretora executiva Rosanna Flamer-Caldera.

____________________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Sri Lanka arrests novelist for gay Buddhist monk story

A longa batalha dos ativistas LGBT do Sri Lanka,

Presidente do Sri Lanka é severamente criticado por comentários homofóbicos

Removendo barreiras para a comunidade LGBT do Sri Lanka

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: