Fotógrafo cria retratos de homens gays de Bangladesh

Tradução do texto de Liam Campbel para o Gay Cities.

_________________________________

Liam Campbell é editor e fotógrafo da revista indie, Elska, um projeto que envolve viajar o mundo, conhecer os moradores locais, e apresentá-los e as suas cidades para o mundo através de fotografias honestas e histórias pessoais.

As fotos desse artigo foram retiradas em Dhaka, Bangladesh.

Gay Cities compartilhou algumas dessas fotos com comentários de Liam.

T Anoy

Promo-Elska-Dhaka-7-1024x732

Uma das primeiras coisas que eu percebi ao fotografar em Bangladesh é como espetacular ela é. Não existem muitos turistas em Dhaka, ou até mesmo extrangeiros, então eu chamava muito o olhar dos transeuntes. Quando eu tirava a minha câmera, uma multidão se formava, em sua maioria de jovens e adolescentes curiosos em saber o que estava acontecendo, e também para pedir que eu tirasse foto deles. Mas quando eu conheci T Anoy, eu percebi que ele também estava chamando muito a curiosidade dos transeuntes, e as pessoas faziam comentários enquanto passavam. Eu perguntei para ele o que eles diziam, e basicamente eram comentários negativos sobre o seu cabelo comprido. Ter um penteado “diferente” em um lugar tão tradicional é uma questão muito forte, e também um ato muito queer.

Raj B

Raj-B-Elska-Dhaka-1-1-1024x684

Você não pode ignorar o fato de que Dhaka é um lugar lotado e caótico, mas ainda existe muita beleza para ser descoberta. A minha viagem favorita foi quando Raj me levou para a cidade antiga de Dhaka, especificamente para a vizinhança historicamente Hindu de Tanti Bazaar. Apesar de pensarmos em Bangladeh como um país muçulmano, na realidade é um país de muitas culturas e religiões, então eu estava muito feliz de Raj ter me mostrado essa diversidade. Também foi muito interessante e cativante ver a sua conexão com essa árrea. Toda vez que passávamos por uma estátua de alguma deidade Hindu ou templo, ele parava para realizar uma breve oração. Apesar de não ser eu mesmo uma pessoa religiosa, eu acho que é muito importante mostrar que a religião não necessariamente é incompatível com a homossexualidade.

Shaman E

Promo-Elska-Dhaka-5-1024x732

Outro ponto alto da minha viagem para Dhaka foi visitar o mercado de roupas e tecidos, Chandni Chawk, onde Shaman me levou. Aqui a multidão estava mais lotada do que nunca, e a minha câmera chamou muito a atenção de todos. Então entramos em um jogo, como uma corrida de carros, tentando encontrar um lugar privado para poder tirar as fotos. Foi muito cansativo mas muito divertido e inesquecível. Eu também apreciei o passeio de riquishá, onde passamos por carros, pessoas e animais.

Upal W

Upal-W-Elska-Dhaka-1-1-1024x684

Antes de vir para Dhaka, eu esperava que a maioria dos homens não gostariam de mostrar os seus rostos nas fotos, ou mudar os seus nomes. A homossexualidade é ilegal em Bangladesh e aconteceram alguns crimes de ódio no país, então eu estava disposto a respeitar a discrição dos homens que participariam do projeto para assegurar a segurança deles. Porém, eu também decidi respeitar o desejo daqueles que queriam aparrecer abertamente. Alguns se abriram nas fotos, outros como Upal o fizeram em suas histórias. Upal escreveu como ele desejava uma comunidade gay como aquelas que ele conheceu em suas viagens, como ele gostaria de poder sair com outros homens e assistir RuPaul’s Drag Race juntos.

Mir R

Promo-Elska-Dhaka-2-1024x732

Outra história muito emocionante veio de Mir R. Como pessoa ativa nos direitos LGBT de Bangladesh, ele se tornou alvo de ataque há alguns anos atrás, o que levou ele a ser convidado pelo governo sueco a se refugiar na Suécia. Em sua história, ele fala sobre como ele teve que abandonar os seus estudos, seus amigos, o seu namorado, a sua mãe… e não sabe quando ele poderá vê-los novamente. Em Stokholm, ele está construindo uma nova vida para si mesmo mas sem virar as suas costas para os seus irmãos LGBT de Bangladesh. Ele luta como ativista e trabalha para que o mundo saiba o que está acontecendo em seu país.

prod-Elska-Dhaka-1-1024x732.jpg

_________________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Photos: Get to know the gay guys of Bangladesh

Comunidade Hijra comemora mais de cinco anos de reconhecimento em Bangladesh

Parlamento de Bangladesh recebe a primeira parlamentar trans

Onde o Queer se encontra com o Islã: Por dentro da maior mesquita LGBT do mundo

Um comentário em “Fotógrafo cria retratos de homens gays de Bangladesh

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: