Como é o dia dos namorados para Vincy, ativista trans de Hong Kong

Tradução do texto originalmente postado na Amnesty Internacional.

_______________________________

Vincy é músico de Hong Kong que usa o pronome ile para se referir à sua identidade não-binária. Ile tem 25 anos, e não se importa com o dia dos namorados, e pode não celebrar essa data.

Como você começou a entender sobre a sua identidade de gênero?

Eu percebi que eu era trans no verão de 2015. Eu estava namorando um homem hétero naquela época e ele ficava me perguntando se eu me considerava gênero fluído ou queer. Desde então, eu li muito sobre isso, e conversei com meus amigos trans e não-binários.

Você achou isso mais difícil encontrar amor depois de se assumir?

Eu terminei com o meu ex-namorado algumas semanas depois de ter me assumido, ele era muito progressivo, mas existiam diferenças que nós não podíamos superar. Ele fazia perguntas que eu considerava muito invasivas e me faziam inconfortável. Quando eu comecei a namorar ele eu era mais feminine, tinha cabelos longos, e vestia vestidos. No final do relacionamento eu comecei a usar roupas mais masculinas. Eu acho que ter saído do armário como trans definitivamente mudou a natureza do nosso relacionamento.

É difícil para mim amar alguém, especialmente em Hong Kong onde os relacionamentos que vemos são muito cis e heteronormativos. Mesmo dentro da comunidade LGBT, pessoas que tem grande visibilidade como gays e lésbicas cis. As pessoas acham que é muito confuso interagir comigo porque eles não sabem como me identificar: eu sou homem ou mulher? Algumas vezes eu vejo olhares confusos sobre mim. Quando as pessoas mostram essas dúvidas, se torna difícil se conhecer mais intimamente.

Eu estou conhecendo uma pessoa agora. Quando saímos, muitas pessoas nos olham como um casal gay ou lésbico. Nós ficamos um pouco com medo, especialmente nesses dias que eu me visto mais masculine ou dias que eu não uso maquiagem. Eu aprecio que ele não se importe quando as pessoas encarem em mim. Nós continuamos fazendo outras coisas e estamos confortáveis sobre isso. Isso significa muito para mim, que nós possamos ser assumidos e não precisamos nos esconder do olhar público.

O que precisa ser feito para que pessoas trans vivam confortavelmente em Hong Kong?

É necessário mais educação em geral sobre questões trans em Hong Kong. Conforme a comunidade queer ganha mais visibilidade na mídia, nós precisamos de representações mais positivas da comunidade trans também.

Eu gostaria de ver mais retratos positivos de pessoas trans na televisão e em filmes, por exemplo, pessoas deveriam parar de tirar sarro de homens que usam vestidos, não é engraçado. Existem todas essas pequenas coisas que tornariam a vida de pessoas trans mais fácil.

Apesar disso ser ainda um sonho distante aqui em Hong Kong, eu espero que consigamos alcançar a longo prazo.

Você poderia introduzir um pouco do sue ativismo em promover os direitos trans em Hong Kong?

Eu tento o máximo que posso para falar sobre questões de gênero, se não especificamente trans, quando estou promovendo a minha música. É definitivamente  uma conversa difícil de se começar quando as pessoas pensam que não existe nenhum problema.

É muito difícil de falar sobre igualdade para mulheres na indústria musical, ainda mais em outras comunidades. Até agora as pessoas com quem eu trabalhei são mais progressivas e mais mente abertas mas mesmo assim eu acho muito difícil falar sobre direitos trans com outras pessoas no cenário musical.

_______________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Hong Kong: Valentine’s Day for transgender activist Vincy

Juiz de caso sobre a união civil homoafetiva rejeita proposta da diocese católica de Hong Kong e de grupos conservadores

Ativista LGBT de Hong Kong é detido por três dias na China continental

A cantora cantonesa Denise Ho foi barrada de se apresentar na Malásia “devido ao seu apoio à comunidade LGBT”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: