Seguranças banem bandeiras do arco-íris em show de Troye Sivan em Cingapura

Tradução do texto de Shannon Power originalmente postado no Gay Star News.

________________________

Fãs de Troye Sivan ficaram irritados durante o concerto porque os seguranças estavam impedindo que eles balançassem a bandeira do arco-íris durante o show. Os seguranças começaram a fazer essa ação enquanto Sivan contava da sua experiência ao se assumir.

O ativista LGBT, Benjamin Xue, participou do show do cantor australiano no The Star Vista com outras cinco amigas.

Ele contou para o Gay Star News que os seguranças mandaram eles guardarem a bandeira do orgulho. Xue disse que eles mandaram as meninas que estavam sentadas atrás dele pararem de acenar as bandeiras também.

“Disseram para nós mantermos a bandeira guardada e não balançarmos ela. As pessoas que também levaram bandeiras receberam as mesmas ordens”, disse Xue.

“Nós trouxemos ela porque queriamos aproveitar o show… nós queríamos balançar porque queríamos mostrar o nosso apoio para Troye”.

singapore-pride-troye-sivan
Benjamin Xue (Esquerda) e suas amigas depois do show de Troye Sivan

Sivan é um ativista LGBT muito vocal que utilizou as lures nas cores do arco-íris durante o seu show. Ele também balançou uma bandeira do arco-íris no final do seu show.

As meninas que estavam sentadas atrás de Xue disse para o Gay Star News que os seguranças estavam confiscando as bandeiras para que elas não obstruíssem a visão das pessoas de trás.

“Nós balançamos elas bem baixo de propósito para que não bloqueassem a visão de ninguém”, disse uma das garotas que pediu anonimato.

“É muito triste… nós estamos no show de um homem gay, porque não podemos abanar a bandeira do arco-íris?”

Bandeiras confiscadas

Fãs relataram que tiveram que passar por uma demorada fila depois do show para poder pegar os seus itens confiscados.

“Antes do show, os seguranças confiscaram qualquer coisa que tivesse a bandeira do arco-íris”, disse Xue.

“As pessoas estavam realmente irritadas porque tiveram que esperar por horas para ter os seus pertences de volta”.

troye-sivan-gay-singapore
Algumas das bandeiras confiscadas esperando para ser coletadas depois do show

Uma das testemunhas disse que os seguranças questionaram-a se ela tinha uma bandeira do arco-íris com ela.

Não tinha nenhum aviso apontando que não podíamos entrar com a bandeira do arco-íris e eu fiquei surpresa por eles perguntarem especificamente sobre ela”, a testemunha contou.

Orgulho na música

Relacionamentos homoafetivos são criminalizados em Cingapura pela seção 377A do Código Penal. Questões LGBT são um Tabu na cidade-estado que não tem nenhum tipo de lei anti-discriminatória de pessoas LGBT.

troye-sivan-singapore-pride
Ben com algumas das meninas que tiveram as suas bandeiras confiscadas

Ano passado, o governo proibiu que estrangeiros participassem do evento anual da Pink Dot Pride. Ela também proibiu companhias estrangeiras de financiarem o evento. Mas empresas locais se manifestaram e doaram milhões de dólares singapurenses para que o evento fosse realizado.

O incidente no show de Sivan não foi o primeiro exemplo de fãs LGBT sendo censurados em concertos ao redor do mundo.

Ano passado, a estrela pop Dua Lipa ficou em lágrimas depois que seguranças removeram a força fãs seus por terem abanado a bandeira do arco-íris em um concerto na China.

“Eu quero criar um ambiente seguro para todos poderem se divertir”, disse Dua Lipa para a multidão no momento.

A apresentação de uma bandeira LGBT em um concerto no Egito gerou uma perseguição de pessoas LGBT. Policiais prenderam 60 pessoas nesse dia depois do show da banda libanesa Mashrou’ Leila no Cairo.

As acusações foram diversas, incluindo “devassidão”, “incitação de desvios sexuais” e “se unir a um grupo criminoso”.

“Nós não podemos nem começar a explicar a tristeza de vermos outro ato tirano sobre um país que amamos e nossos fãs”, disse a banda Mahsrou’ Leila em uma declaração pública.

“Essa perseguição não está de nenhuma maneira separada da atmosfera sufocante de medo e abuso que todos os egípcios sofrem no seu dia a dia, independente da sua orientação sexual”.

troye-sivan-pride-lights
Troye Sivan performs under Pride lights in Singapore | Photo: Supplied

________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Security stop people waving Pride flags at Troye Sivan’s Singapore concert

Estudantes gays de Cingapura sofrem cyberbulling depois que foto deles se beijando começou a circular na internet

Wils, cantor de Cingapura, se assume em novo vídeo-clipe com participação do seu namorado

Cingapura está pronta para seguir o exemplo da Índia e sair do armário?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: