Estudantes gays de Cingapura sofrem cyberbulling depois que foto deles se beijando começou a circular na internet

Tradução do texto de Calum Stuart originalmente postado no Gay Star News.

____________________________

Um jovem casal gay de Cingapura foram vítimas de cyberbullying quando uma foto deles se beijando se tornou pública e começou a circular em fóruns online.

A Rede Inter-Universitária LGBT de Cingapura denunciou o assédio online e expressou repudia de como a escola de um dos jovens reagiu à situação em uma declaração pública.

O casal, que não foi identificado pela mídia local, primeiro chamou a atenção depois de ter postado uma foto dele beijando o seu namorado no Instagram, relatou o site Mothership.sg.

A foto foi roubada por usuários do fórum Singapore HardwareZone – uma plataforma voltada para TI que também apresenta murais com temas de política e questões sociais – onde comentários homofóbicos começaram.

Alguns demandavam que o casal fosse investigado e processados, enquanto comentários mais extremos sugeriam que eles deveriam ser “colocados em câmaras de gás”.

“Aparentemente incomodando alguns de vocês”

Um dos jovens foi identificado como estudante da Faculdade Júnior Tampines-Meridien.

Quando a escola dele foi identificada, um dos membros do fórum abriu uma reclamação para a escola.

A diretora, Pamela Yoong, depois confirmou que a escola “aconselhou que o estudante que seria do interesse dele remover a postagem para proteger a sua privacidade e o seu bem estar”.

“Nós sempre ensinamos aos nossos estudantes a se comportarem propriamente na internet e em todas as situações” ela adicionou.

Porém o casal se recusou a apagar a postagem.

“Então a escola me disse para remover todas as minhas postagens com o meu namorado porque aparentemente eu incomodei algum de vocês”, escreveu o estudante no Instagram.

“Se o que eu posto não entra no seu gosto, então vá em frente e deixe de me seguir”.

“Enquanto entendamos a preocupação da Srª Yoong sobre o estudante, nós acreditamos que essa foi uma oportunidade perdida dela como diretora de se colocar contra o cyberbullying e a homofobia, dado que os estudantes foram vítimas de internautas cruéis”, disse a Rede Inter-Universitária LGBT em declaração pública.

O impacto da seção 377A

Questões LGBT normalmente são pouco comentados dentro das escolas de Cingapura, uma situação que tem suas raízes no posicionamento conservador da cidade-estado sobre direitos LGBT.

O código penal da cidade-estado mantêm a seção 377A, uma lei que criminaliza o sexo entre dois homens.

Enquanto o governo afirma que a lei não irá ser ativamente forçada, grupos ativistas LGBT apontam que a sua existência nos livros do estados perpetuam a marginalização da comunidade LGBT através de políticas como a censura midiática sobre a representação postiva de relacionamentos LGBT e a falta de conteúdos inclusivos nas escolas.

____________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Singaporean gay couple cyberbullied after a photo of them kissing circulates online

Wils, cantor de Cingapura, se assume em novo vídeo-clipe com participação do seu namorado

Cingapura está pronta para seguir o exemplo da Índia e sair do armário?

Depois de quebra de dados, político de Cingapura se manifesta em apoio às pessoas que vivem com HIV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: