Organizadores da Parada do Orgulho da Coréia do Sul abrem processo contra manifestantes anti-LGBT

Tradução do texto de Rik Glauert originalmente postado no Gay Star News.

_________________________________________

Organizadores de um dos eventos da Parada do Orgulho LGBT de Incheon, na Coréia do Sul, abriram uma queixa contra pastores cristãos que violentamente invadiram um evento na cidade em setembro do ano passado.

Eles acusam um pastor cristão de agarrar uma pessoa com deficiência e ficar gritando pra ela. Eles também dizem que os manifestantes cristãos avariaram veículos, de acordo com a mídia local.

Organizadores também abriram queixas para o corpo nacional de proteção dos direitos humanos da Coréia do Sul.

Eles acusam a polícia de não agir durante o Festival de Cultura Queer de Incheon.

“A experiência da violação dos direitos humanos causados pelos crimes dessa manifestação anti-LGBT não é só uma violação pessoal mas também uma ofensa social largamente disseminada”, disse um dos organizadores para o Incheon Today.

“A situação ficou pior na medida que a polícia não cumpriu sua obrigação de proteção contra as incitações de abuso” ele continua.

Violência

Mais de mil conservadores cristãos atacaram verbalmente e fisicamente participantes da inauguração do Festival de Cultura Queer de Incheon.

Manifestantes anti-gay fisicamente bloquearam 300 apoiadores da causa LGBT de saíram da praça de onde a marcha iniciaria.

Vídeos compartilhados na internet mostram cenas de manifestantes gritando contra os participantes da Parada.

Eles aparecem também agarrando bandeiras, placas, e até mesmo participantes. Muitos jovens LGBT da Coréia do Sul participaram do evento. Eles estavam visivelmente abalados pelo incidente.

Manifestantes atrasaram a Parada e forçaram os organizadores a cancelar o evento.

A polícia bloqueou oito pessoas mas não os prenderam. Os organizadores acusam a polícia de falhar no seu serviço de impedir a violência.

Manifestantes cristãos também atacaram eventos da Parada do Orgulho de Seoul e Jeju.

Falhando com os direitos LGBT

O crescente movimento LGBT da Coréia do Sul tem engatilhado uma resposta negativa de conservadores alertou a Human Rights Watch (HRW) no começo do ano.

No seu relatório mundial de 2019, a HRW disseram que líderes fizeram pouco para proteger o direito de pessoas LGBT da Coréia do Sul.

O grupo apontou que 210.000 pessoas assinaram uma petição contra a parada do orgulho na capital, Seoul. Manifestantes anti-LGBT também bloquearam o festival do orgulho em Incheon.

As linhas guias governamentais para a educação sexual também discriminam a juventude LGBT, alertou a HRW.

Organizadores do maior evento LGBT da Coréia do Sul clamaram que o governo não sucumba a grupos conservadores e proteja os seus participantes.

Eventos do orgulho na Coréia estão cada vez mais sob ataque de conservadores cristãos. Os grupos pressionam as autoridades a negarem permissão e violentamente invadem as atividades.

A Comissão Nacional de Direitos Humanos afirmou que ela não “nega” os direitos de casamento entre pessoas do mesmo sexo.

_________________________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Pride organizers in South Korea press charges against violent protestors

A perseguição contra homossexuais no exército da Coréia do Sul retornou

Vigilância de direitos humanos da Coréia do Sul pede debate sobre o casamento igualitário

Conheça Marshall Bang: A estrela de KPOP que se assumiu para promover aceitação na Coréia do Sul

Um comentário em “Organizadores da Parada do Orgulho da Coréia do Sul abrem processo contra manifestantes anti-LGBT

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: