O primeiro material didático com conteúdo LGBT para Ensino Fundamental do Japão

Tradução do texto de Rik Glauert originalmente publicado na Gay Star News.

_______________________

Editores de um material didático para o ensino fundamental do Japão incluiram informações sobre pessoas LGBT na última edição dos seus livros.

Dois das cinco editoras creditadas pelo governo já incluíram conteúdos sobre sexualidade e identidade de gênero em seus materiais, de acordo com a NHK.

O livro ensina que as pessoas podem se sentir atraídas por outras do mesmo sexo.

Eles também explicam como diferentes identidades de gênero devem ser respeitadas.

Materiais de Ensino Médio do Japão começaram a incluir informações sobre a comunidade LGBT em 2017, e materiais para o Ensino Fundamental II em 2018.

Mas, de acordo com a Human Rights Watch, o currículo oficial do Japão ainda afirma que “quando alguém entra na puberdade… jovens desenvolvem interesse pelo sexo oposto”.

Em 2017, o governo rejeitou a revisão dessa afirmação. Ele afirmou que uma educação inclusiva para pessoas LGBT era “difícil” porque “o público e os responsáveis podem não aceitar” esse tópico ainda.

O professor Masayuki Tanamura da Universidade de Waseda contou para a NHK que o novo material quebrava barreiras. Masayuki Tanamura também falou que esse foi o “primeiro passo” da conscientização sobre questões LGBT.

Direitos LGBT no Japão

Uma recente pesquisa apontou que 8,9% da população japonesa se identifica como LGBT.

Mas, mais da metade das pessoas LGBT entrevistadas disseram que não se assumiram no trabalho.

Essa pesquisa também revelou que somente 70% das pessoas já ouviram o termo LGBT.

Em fevereiro, 13 casais homoafetivos apresentaram um processo contra o governo na esperança de forçar o reconhecimento do casamento igualitário.

Cinco casais de lésbicas e oito casais gays estão processando administração locais que negaram a eles certificados de casamento. Eles também estão pedindo uma compensação de USD9 mil.

Os casais argumentaram que as declarações do governo sobre o casamento homoafetivo são inconstitucionais. Eles abriram os casos em diferentes cortes.

Um número cada vez maior de cidades no Japão permitiram que casais homoafetivos oficialmente se registrem em um sistema de parceria sob leis municipais.

______________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): First LGBT-inclusive textbooks for elementary schools in Japan

10 casais processam o governo japonês em busca do casamento igualitário

Ativistas apelam que o Japão tome uma postura e legalizem o casamento igualitário

Depois de 13 anos de atividade, grupo drag “Hoshizuku Scat” lança o seu primeiro álbum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: