Homem ganha o direito de permanecer com o seu parceiro de 25 anos depois de ameaças de deportação

Tradução do texto de Tom Capon originalmente postado no Gay Star News.

____________________________

O Ministério da Justiça do Japão garantiu uma permissão especial para um homem taiwanês permanecer no Japão junto com o seu companheiro.

O homem, que tem cerca de 40 anos, morava com o seu parceiro no Japão por 25 anos. Ele permaneceu no país em situação documental irregular. Porém, em uma decisão rara, a sua deportação foi revocada e o status de residente especial foi-lhe garantida, contou o advogado dele.

O homem estava processando o governo porque lhe foi negada a permissão especial de residir no Japão. Ele agora retirou o seu processo.

De acordo com o Kyodo News, um dos advogados afirmou que “é a primeira vez que a permissão especial de residência foi dada para um parceiro gay estrangeiro de um cidadão japonês”.

Porém, o Ministério da Justiça nega que a sexualidade foi levada em conta na decisão: “Nós não mudamos a nossa conduta comum. Nós não demos peso especial ao fato de que ele estava em um relacionamento homoafetivo mas olhamos holisticamente para a situação, incluindo as suas vidas pessoais”.

Sem igualdade de casamento

O time de defesa diz que o homem originalmente entrou no país com o visto de estudante de um ano em setembro de 1992. Ele se aplicou para uma escola de língua japonesa.

Ele re-ingressou no país com um visto de três meses em outubro de 1993. Um mês depois de ter começado o seu atual relacionamento, que completa 50 anos.

Porém, ele foi descoberto em junho de 2016. Sua deportação foi ordenada, mas o homem abriu uma petição na Corte do Distrito Tokyo no ano seguinte para a sua deportação ser revocada.

Enquanto algumas cidades oferecem certificados simbólicos de parceira, o Japão não reconhece oficialmente o casamento homoafetivo.

De acordo com o Japan Times, o homem criticava o governo por não reconhecer a parceria homoafetiva: “Nos últimos 25 anos, eu não tive outra oportunidade de morar com a pessoa que eu amo de forma escondida, já que casais gays não são aceitos socialmente”.

“Se nós tivéssemos a permissão de se casar, nossas vidas teriam sido muito diferentes”.

____________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Gay man wins right to stay with partner of 25 years after deportation threat

10 casais processam o governo japonês em busca do casamento igualitário

Ativistas apelam que o Japão tome uma postura e legalizem o casamento igualitário

Depois de 13 anos de atividade, grupo drag “Hoshizuku Scat” lança o seu primeiro álbum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: