Nova Web-série de Margaret Cho acompanha a história de uma profissional de sexo BDSM

Tradução do texto de Daniel Villareal originalmente postado no Queerty.

__________________________

Por anos, a comediante bissexual Margaret Cho tem promovido a positividade sexual e a visibilidade LGBT na mídia, discutindo sexo sem pudor em entrevistas e estrelando em diversos projetos de filmes queer.

Mas, a comediante estados-unidense de ascendência coreana é também produtora executiva de Mercy Mistress, uma web-série que acompanha uma trabalhadora de sexo BDSM queer e asiática.

representações positivas e com diversas nuances de asiáticas que trabalham na indústria do sexo são quase inexistentes.

A série é baseada nas memórias de uma dominatrix BDSM e educadora sexual Yin Quan (que escreveu e criou o programa). Ela acompanha “uma profissional queer, chinesa de primeira geração, queer, e seu estilo de vida trabalhando como dominatrix em Manhattan”, de acordo com a IndieWire.com.

Cada episódio, cheio de filmagens maravilhosas, mostra a senhorita navegando pela sua vida pessoal enquanto estimula o seu novo cliente a aceitar completamente o seu fetiche na sua vida amorosa.

Mas não é nada de Cinquenta Tons de Cinza.

mercy-mistress-02
Cena de Mercy Mistress

“Não é sobre um cara esquisito com um helicóptero, entende? esse tipo de imagens não são reais no universo do fetiche”, contou Cho para a IndieWire. Cho cresceu dentro do cenário de fetiche e couro queer de São Francisco.

“Eu acredito que Mercy Mistress é muito verdadeiro ao estilo de vida e o que essas pessoas realmente fazem”, conta Cho, “o que é muito mais sensual, e muito mais divertido, e muito mais identificável e interessante”.

Quan, o criador da web-série, estava cansada de ver trabalhadoras do sexo serem representadas como “prostitutas felizes” e glamurosas com corações de outro ou sofridas, com um estilo de vida imoral. Trabalhadoras do sexo asiáticas em particular são somente representadas como exóticas, escravas-sexuais submissas sem nenhuma vontade própria – Mercy Mistress pretende mudar isso.

Você pode acompanhar a série no Youtube e ver o primeiro episódio abaixo (Áudio em inglês, sem legendas)

__________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Margaret Cho’s new web series follows a queer Asian BDSM sex worker

Margaret Cho: “Ninguém nunca aceitou completamente que eu sou bissexual”

Elenco de Grey’s Anatomy terá o primeiro cirurgião gay

Menos desejável? Homem gay asiático fala sobre discriminação e o impacto que isso trás

Um comentário em “Nova Web-série de Margaret Cho acompanha a história de uma profissional de sexo BDSM

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: