Pelo menos 130 locais da China oferecem terapia de conversão para pessoas LGBT

Tradução do texto de Rik Glauert originalmente postado no Gay Star News.

___________________________________

Uma nova pesquisa conduzida por ativistas LGBT e ONGs da China revelou que pelo menos 136 localidades oferecem terapia de conversão para pessoas LGBT no país.

Um “mapa de concentração” publicado pela Matters confirma que 134 locais como hospitais, clínicas e centros psiquiatricos oficialmente oferecem esse serviço pelo país.

Esses números incluem instituições públicas de saúde.

O governo da China removeu a homossexualidade da lista nacional de doenças mentais em 2001.

Mas, o país ainda se mantém amplamente conservador, focando em famílias heteronormativas.

Famílias normalmente pressionam as pessoas LGBT a passarem por esses tratamentos.

49589806_588006358315229_497954367949766656_n
Imagem com foco nas localizações que oferecem terapia de conversão para pessoas LGBT

Prática danosa

Terapias de conversão são práticas danosas que tentam fazer com que indivíduos LGBT “mudem” a sua orientação sexual ou identidade de gênero.

Organizações de saúde e psicologia denunciaram a prática por tratar as identidades LGBT como doença mental.

Em 2017, o Human Rights Watch documentou os horrores da terapia de conversão na China. Incluindo eletrocutrações e injeções forçadas.

O relatório foi realizado por vários grupos da China incluindo o Grupo de Direitos LGBT da China e PFLAG China.

“Eu acho que existem muitos outros escondidos” disse Yanzi Peng do Grupo de Direitos LGBT da China.

Mais de 300

Ah Qiang, da PFLAG China, estimou que existem mais de 300 locais que realizam esse tipo de tratamento no país.

“Muitos lugares em cidades pequenas acreditam que eles podem ‘curar’ pessoas LGBT” ele conta. “Eu não sei o número exato, mas eu tenho certeza que é mais de 136”.

Ele explicou diversas razões da permanência de centros que oferecem terapias de conversão na China.

“Muitos psicólogos não sabem que isso não é Nações Unidas e Universidade de Mulheres da China apresentam relatório sobre reconhecimento legal de gênerouma doença” ele explicou. “Eles acreditam que eles estão ajudando, ou querem ajudar pessoas LGBT”.

“Pais com filhos LGBT também pedem para que os médicos ajudem os seus filhos”

E em alguns casos, afirma Ah Qiang, é tudo uma questão de dinheiro. “Alguns médicos somente querem ganhar dinheiro, eles não se importam se realmente é uma doença ou não”.

___________________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): In China, at least 130 places still offer LGBTI conversion therapy

Um dos romances mais famosos da China foi adaptado como filme gay em Taiwan

Autora chinesa pega 10 anos de prisão por escrever um romance erótico gay

Nações Unidas e Universidade de Mulheres da China apresentam relatório sobre reconhecimento legal de gênero

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: