Menos desejável? Homem gay asiático fala sobre discriminação e o impacto que isso trás

Tradução do texto de Graham Gremore originalmente postado no Queerty.

________________________________

“Eu não namoro orientais. Desculpa, só que não”.

“Você é bonito… para um oriental”.

“Eu gosto de ursos, mas não de pandas”.

Essas são algumas das mensagens que o jovem de 29 anos Jason recebeu quando ainda usava aplicativos de encontros.

“Era algo desalentador”, ele conta para a NPR em uma entrevista. “Isso realmente machuca a minha auto-estima”.

Jason é um homem gay de ascendência filipina que mora em Los Angeles. Ele atualmente está trabalhando no seu Ph.D., o que acaba deixando ele muito ocupado. Depois de sete anos sozinho, ele decidiu procurar por alguém e baixou alguns aplicativos. Mas ao invés de amor ele encontrou muito preconceito e discriminação.

“Era doloroso no começo”, ele explica. “Mas eu comecei a pensar, eu tinha uma escolha: Ou eu fico sozinho, ou eu deveria, tipo, encarar o racismo?”.

Infelizmente, Jason conta que ele sentiu não ter opções além de ter que lidar com a constante rejeição por causa da sua etnia ou ficar solteiro indefinidamente.

E ele não está sozinho ao se sentir assim.

Em uma entrevista de 2017 para a Queerty, o comediante Peter Kim, que se auto-descreve como um “Fabuloso e robusto gaysian”, disse que homens asiáticos constantemente são vítimas do preconceito.

“Você pode chamar do que quiser, mas isso é claramente desrespeitoso e eu não estou tolerando isso”, ele disse. “Idiotas que dizem ‘não curto orientais’ são o mesmo lixo que fala ‘não curto gordos, não curto afeminados, só discretos’ e outras merdas do Grindr como essa”.

“São normalmente gays brancos”, ele adiciona, falando de sua própria experiência.

Hoang Tan Nguyen, autor de “Uma vista de baixo: Masculinidade asiática americana e representação sexual” (Ainda inédito no Brasil), concorda.

“Racismo sexual não é algo novo”, ele contou para o Queerty em uma entrevista de 2016. “Uma propaganda de emprego que diz ‘não aceitamos orientais’ seria claramente considerada preconceituosa e discriminatória. Então porque seria diferente para uma cantada? Porque a foto de um corpo sarado repentinamente se torna indesejável quando um rosto asiático é revelado?”

Nguyen complementa que, ao contrário do que alguns homens gostariam de acreditar, não gostar de homens asiáticos (ou qualquer outra raça, na realidade) não é uma “preferência”. Vai muito além disso.

“Eu fico mais do que feliz em apoiar as preferencias pessoais de cada pessoa, sexual ou de qualquer outra natureza” ele conta; porém, “muito do que nós chamamos de ‘preferências’ são na realidade construídas por normas culturais e instituições sociais. Racismo não é uma preferência, é uma institucionalização social que oferece benefícios e privilégios para alguns ao mesmo tempo que exclui outros”.

Jason conta para a NPR que ele não está mais no mundo do namoro on-line depois de ter encontrado o seu atual parceiro. E depois de ter enfrentado vários comentários rudes, declarações racistas, alertas de bloqueio, hoje ele está feliz.

“Todos merecem receber amor, carinho e apoio”, ele conta. “E tendo isso em mente, eu acho, foi o que me manteve forte dentro da realidade on-line – saber que eu mereço ser amado, e se eu tiver sorte, um dia eu seria. E esse dia chegou”.

________________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Least Desirable? Gay Asian men talk sexual racism and the impact it has on everyone

Se o seu perfil diz “não curto orientais” então você é um “gay lixo”

Por que Queer Eye é um Reality Show diferenciado?

Margaret Cho: “Ninguém nunca aceitou completamente que eu sou bissexual”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: