Neto do fundador de Singapura sai do armário publicamente

Tradução do texto de Jewel Stolarchuk originalmente postado no The independent.

__________________________________

O neto do ex-primeiro ministro Lee Kuan Yew, um dos responsável pela independência de Singapura, Li Huanwu, saiu do armário publicamente em julho desse ano. Huanwu e seu namorado, Yirui Heng, participaram de um projeto do Out in Singapore, que busca aumentar a aceitação e apoio de “pessoas LGBTQ que desejam sair do armário para os seus familiares, amigos e outros membros da comunidade”.

Huanwu e seu parceiro podem ser vistos se abraçando no retrato retirado para o Out in Singapore. O filho de Lee Hsien Yang, em seus 31 anos de idade trabalha em Huanwu como gerente e seu namorado de 27 anos trabalha como um veterinário.

Apesar de Huanwu não ter saído do armário publicamente dessa maneira, ele já havia chamado a atenção dos cingaporeanos para que eles apoiasse o Pink Dot nos últimos dois anos. Ano passado, Huanwu convocou publicamente membros da comunidade LGBT e  de aliados héteros para aparecem ao evento:

Sem título

 

Prezados cingaporeanos / amigos:

Tem sido um ano difícil para o Pink Dot, que enfrentou diversos desafios que pareciam ser intransponíveis no início. Mesmo assim, os organizadores parecem ter conseguido uma maneira de fazer o impossível e o evento acontecerá hoje.

Se você é um aliado heterossexual, eu imploro que você venha em solidariedade. Para a comunidade LGBT, é um sonho compartilhar a mesma dignidade que vocês, e viver livremente. O seu apoio é necessário para que vivamos esse sonho. Por favos esteja ao nosso lado.

Se você é um membro da comunidade LGBT que ainda está dentro do armário, eu também peço que vocês venham. Eu espero que você olhe além da barreira de segurança e das vistorias de identidades e veja – mesmo que por uma tarde – que existe mais do que viver nas sombras, que existem pessoas que se importam.

Finalmente, se você é um membro assumido da comunidade LGBT, você tem uma responsabilidade moral de aparecer. Se você não lutar pelos seus direitos, você não pode esperar que os outros façam por você. Essa é a sua obrigação moral.

Estejam lá.

-Huan

Depois que a sua foto com o seu parceiro foi publicada, Huanwu mudou a sua foto do perfil do Facebook para uma foto dele com Yirui. E depois, Huanwu decorou a imagem do seu perfil com um filtro do Pink Dot SG e convidou todos a participarem do Pink Dot desse ano também.

Convidando usuários do facebook a participarem do evento, Huanwu escreveu: “Não irei fazer uma chamada de ação social esse ano – serei mais egoísta: um dia antes será o meu aniversário (e será o aniversário do Magnus no dia seguinte). Estejam lá (e vamos beber juntos quando nos encontrarmos)”.

37381174_10160895012440037_1863374172709715968_n

O já falecido Lee Kuan Yew, era um apoiador da causa LGBT em Singapura. Ele tinha consistentemente afirmado em entrevistas que ele acreditava que a homossexualidade era uma variação genética e que homossexuais não deveriam ser perseguidos.

Em uma de suas mais famosas entrevistas sobre o tema, Lee Kuan Yew compartilhou os seus pensamentos sobre a homossexualidade para o PAP Youth Wing em 2007:

Essa questão sobre homossexualidade. Ela levanta polêmicas por todo o mundo, até mesmo nos Estados Unidos. Se realmente for verdade, e eu estive conversando com diversos médicos sobre isso, de que você nasce homossexual por causa da sua genética. Você não pode mudar isso. Então porque deveríamos criminalizar isso?

Mas existe tanta opressão em tantas sociedades – sociedades cristãs, islâmicas, até mesmo Hindu e chinesas. E agora as estamos tratando como aberrações, mas são realmente aberrações? São só variações genéticas.

“Então o que faremos? Eu acho que nós devemos nos ajustar…”

__________________________________

Links relacionados:

Matéria original (Em inglês): Lee Kuan Yew’s gay grandson publicly comes out of the closet 

Resistência e Subversão: Considerações finais sobre os movimentos queer pela Ásia – uma perspectiva comparativa entre Cingapura, Cazaquistão e Líbano

Casamento igualitário não é só sobre direitos gays.

Resistência e subversão: movimentos queer pela Ásia – Singapura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: