Esse menino está em chamas: Drag Queens do Vietnã eletrificam Hanói

Tradução de um texto originalmente postado no Việt Nam News.

_________________________________

Artista de maquiagem de dia, drag de noite, Betty está entre as drag queens da vanguarda vietnamita que estão agitando as noites de Hanói – e normas sociais – em uma cidade onde tais performances permanecem pouco conhecidas.

Em um pequeno vestido verde limão e saltos prateados, a drag de 22 anos espera tornar o drag mais comum dentro das performances de Hanói, uma capital conservadora mais conhecida pelo seu charme colonial do que pelos homens vestidos com mini-saias.

“Se nós ousamos ser pioneiros, logo essa arte será aceita no Vietnã”, disse Betty antes de um show de sábado que agitou a multidão com uma coletâneas de hits de Whitney Houston e Alicia Keys.

A noite drag começou como uma exibição semanal da série de televisão RuPaul’s Drag Race e rapidamente se transformou em um evento único – levando inúmeros homens em drag ao palco para performar lip-sync.

A organizadora Tamah Lake afirma que esse é o único evento do gênero em Hanói.

“Isso foi aumentando desde a abertura… Eu acho que está se tornando mais comum e mais conhecido”, disse Lake, que não é uma drag queen, e trabalha como uma professora durante a semana.

As drag queens que aparecem nas festas de sábado dizem que elas tem poucos lugares para se apresentarem em uma cidade aonde drag é praticamente desconhecido, ao contrário do ocidente onde artistas como RuPaul – uma mãe dag – ajudou para popularizar a arte.

“No Vietnã existem drag queens que estão ativas por um longo tempo mas ainda estão sem nenhum reconhecimento. Esse show ajuda para que mais pessoas conheçam a arte”, disse Betty, que começou um grupo de drags com cinco membros chamado “Victeam” em Hai Phong, leste de Hanói.

Vietnã é um país relativamente progressivo para temas LGBT – O governo descriminalizou celebrações matrimoniais gays em 2015, apesar de que ainda não oferece nenhum reconhecimento legal para uniões homoafetivas – e o governo está atualmente escrevendo uma lei que permite alteração legal do gênero para pessoas trans.

Mas drag pode ajudar a aumentar a tolerância, de acordo com Vuong Kha Phong, diretor do programa de direitos LGBT na ONG vietnamita iSEE.

“Tendo drag queens se apresentando ajuda tremendamente em fazer com que pessoas conheçam e permaneçam mais confortáveis com a diversidade” disse Vuong.

Apesar do cenário drag ainda estar crescendo no Vietnã, o transformismo tem suas raízes históricas: o ritual centenário de “hau dong” exige que médiuns vistam-se do sexo oposto para canalizar espíritos.

Mesmo assim, quando se trata de transformismo moderno, algumas drag queens ainda encontram resistência dentro da comunidade por embaçarem as normas de gênero.

A performista iniciante Za Za Zellia espera que shows de drag ajudem a mediar atitudes conservadoras.

“Hanói é extremamente tradicional, eles não odeiam [drag] mas eles não aprovam também”, disse a drag de 25 anos, depois de sua performance feita em um vestido de paetê inspirado em Gatsby.

“Isso só mostra para as pessoas que tudo bem, isso é completamente normal”, diz Za Za depois do seu show, usando gigantescas asas brancas que saiam de sua peruca de cabelos pretos.

_________________________________

Links relacionados:

Matéria Original (Em inglês): This boy is on fire: Việt Nam drag queens electrify Hà Nội

A história LGBT+ do Vietnã

Os maiores e mais agitados eventos LGBT da Ásia

Casamento igualitário não é só sobre direitos gays.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: