Jornal Malaio é criticado por publicar lista de “Como identificar um gay”

Tradução de uma matéria originalmente postada no The Guardian.

_______________________________

Um importante jornal malaio publicou uma lista de indicadores para a identificação de gays e lésbicas, provocando a desaprovação de ativistas que afirmam que a vida de pessoas estão sendo colocadas em risco.

O artigo do Sinar Harian apresentava pontos essenciais de supostas características que, supostamente, revelariam quem é LGBT. Eles afirmam que homens gays são fáceis de serem identificados por causa do seu amor por barbas, frequentar academias – não para se exercitar, mas para olhar outros homens – e usar roupas de marca. O artigo ainda afirma que “os olhos deles brilham ao verem homens bonitos”.

De acordo com o jornal, os atributos que destacam as lésbicas são a sua tendência de se abraçarem, andar de mãos dadas e menosprezar homens.

A homossexualidade é ilegal na Malásia e acusados podem receber uma sentença de até 20 anos de prisão de acordo com uma lei anti-sodomia instaurada na época colonial.

Ativistas tem acusado a mídia malaia de suavizar uma série de mortes de homens e mulheres suspeitos de serem gays e transgênero.

Um estudante de 18 anos, T Nhaveen, foi espancado e queimado vivo ano passado por seus colegas de classe que afirmavam que ele era um pondan, gíria para homens homossexuais. Uma mulher trans de 27 anos, Sameera Krishnan, foi atacada com uma faca e recebeu três tiros  em um ataque contra a sua floricultura poucos meses atrás.

Arwind Kumar, ativista e um dos maiores influenciadores sociais da Malásia, censurou o artigo do Sinar Harian dizendo que ele “pode acabar com vidas”.

“Existem assuntos muito mais importantes nesse país que precisam ser debatidos” ele afirma. “Se você realmente quer educar a sociedade então expliquem as características de um pedófilo, um molestador, um assassino, um sequestrador, pessoas que realmente colocam a vida de outras pessoas em risco. De que maneira uma pessoa gay colocará a sua vida em risco?”

O vídeo de Kumar no Youtube recebeu mais de 10 mil visualizações em menos de 24 horas. Ele particularmente ironiza a ideia de que barbas estariam somente no domínio do gosto gay. “Eu conheço muitos padres, eu conheço vários ustads (estudiosos islâmicos), eu conheço muitos homens extremamente religiosos que adoram manter barbas. Você está tentando dizer que eles são gays? Isso é o quão estúpido é esse argumento”.

 

A atitude derrogatória contra pessoas LGBT na mídia também é um dos sintomas do aumento das influências de um Islã conservador nas políticas e culturas públicas da Malásia. O artigo do Sinar Harian foi acompanhado de uma entrevista com Hanafiah Malik, um religioso que advertia que a homossexualidade estava aumentando na Malásia e existia uma necessidade urgente de diminuir tal aumento.

Discursos homofóbicos também é evidente mesmo no discurso governamental. O vice-ministro do país atacou Walt Disney ano passado por não permitir a censura de uma cena gay em A Bela e a Fera à pedido do Conselho de Censura da Malásia, e um vídeo do Ministério da Saúde e Juventude da Malásia chamando interessados para debater sobre Prevenção e Consequências de ser gay, lésbica ou transgênero.

Outro artigo no site do Ministério da Saúde, intitulado “Por que uma pessoa seria lésbica?”, afirma que a potencial causa de uma mulher ser lésbica é a sua decisão de priorizar suas carreira e acreditar que outras mulheres são as únicas que a entenderiam.

___________________________________

Links relacionados:

Matéria original (em inglês): Malaysian newspaper publishes ‘how to spot a gay’ checklist

Shawn Ahmed, ativista muçulmano queer, fala sobre orgulho, Orlando e fé

Esse músico explica como é ser muçulmano e gay

Resistência e subversão: movimentos queer pela Ásia – Singapura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: