Livros trazem questões LGBT para estudantes do ensino fundamental do Japão

Tradução do texto de Miyuki Wakabayashi originalmente postado no Japan Times.

______________________________

Livros direcionados ao ensino de estudantes do ensino fundamental sobre a comunidade lésbica, gay, bissexual e transgênero foram publicados recentemente com o objetivo de aprofundar o entendimento sobre as minorias sexuais do Japão.

Editores afirmam que os livros que ensinam conhecimentos básicos de que “qualquer um deveria ter a oportunidade de ser feliz” não são somente para as pessoas que se identificam como LGBT, mas para  educar professores e crianças de como respeitar os direitos dos próximos e serem receptivos para diferentes visões de mundo.

“Nós queremos que crianças (que não são da comunidade LGBT) e professores leiam esses livros” disse um dos editores.

No começo de 2017, a editora de Tóquio Otsuki Shoten Co. lançou “Watashirashiku, LGBTQ”, uma tradução do livro “Living Proud! Growing up LGBTQ” (Vivendo com orgulho! Crescendo como LGBTQ – sem tradução para o português) de Robert Rodi e Laura Ross, em quatro volumes.

Q pode significar “Questionando” ou “Queer”, um termo guarda-chuva para qualquer orientação sexual ou identidade de gênero não especificada.

Os livros exploram o que é ser transgênero e as experiências pessoais de pessoas que dão um passo para realizar a transição do gênero atribuído ao nascer e “suas opções quando você sente que o seu sexo fisiológico estão em dissonância com quem você realmente é”.

Muitas páginas são dedicadas à experiência de se assumir. Uma mulher, por exemplo, fala sobre ser aceita pela sua mãe e amigos depois de revelar que era lésbica.

Para outros, pode levar mais tempo para que as pessoas entendam, como o caso de uma mulher que descreve como sua mãe disse que ela seria “curada um dia” depois de que ela descobriu que a filha era lésbica na época do ensino médio.

“É importante ter livros livros disponíveis em bibliotecas e escolas para que interessados possam prontamente pegar” disse o chefe editor Yu Iwashita.

Para crianças ainda mais novas, Poplar Publishing Co., também de Tóquio, lançou um livro educacional dividido em três volumes intitulado “Iro-iro na Sei, Iro-iro na Ikikata” (Várias sexualidades, várias maneiras de viver – sem tradução para o português) em Abril de 2016.

O livro tem uma capa colorida em tons de amarelo, rosa e azul e desenhos estilo manga na parte de dentro para tornar os tópicos mais atrativos para estudantes do ensino fundamental.

Muitas crianças sofrem com problemas como bullying quando começam a entender a sua orientação sexual durante a puberdade. Problemas podem piorar quando os seus corpos começam a passar por mudanças físicas e eles comecem a ter as primeiras experiências românticas.

Informação correta e pertinente para a idade das crianças devem ser providenciadas, argumentam educadores.

“Apesar disso ser um tema importante, esforços de professores e das escolas em prol da comunidade LGBT não tem sido suficientes” disse o educador Naoki Ogi. “(Mas) eu sinto que a corrente tem mudado (para melhor)” ele afirma.

Um professor em seus 30 anos da província de Tochigi disse “se você observar os resultados de pesquisas recentes, existe, inevitavelmente, pelo menos uma criança LGBT dentro de cada classe. Para construir uma relação de confiança entre os estudantes, é importante que os professores adquiram conhecimento adequado” ele afirma.

A maioria dos livros está disponível em escolas e bibliotecas públicas, mas eles também podem ser adquiridos em livrarias ou através da internet.

O ministério da educação também está encorajando professores a tomar um papel ativo, levando em consideração os estudantes LGBT em suas escolas, e publicou uma nota convocando professores a tomarem passos concretos para apoiar tais estudantes.

_______________________

Links relacionados:

Matéria original (em inglês): Books give elementary school pupils wider exposure to LGBT issues

Estudantes expostos por professores sentem-se em risco no Japão

Faculdades de mulheres do Japão lidam com mudanças nas concepções de gênero

Grupos LGBT e educadores reinvidicam diversidade em uniformes escolares

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: