Conheça o primeiro nadador trans a compor o time masculino de Harvard

Tradução da matéria de Carls Samson para o site Nextshark

______________________________

Um nadador coreano-americano tem inspirado as pessoas com a sua história de transição – uma jornada que não aconteceu do dia para a noite mas tomou muito tempo, esforço, perseverança e, principalmente, auto-estima.

Schuyler Bailar, um nadador condecorado, conseguiu a atenção da mídia quando conseguiu um lugar no time masculino da Universidade de Harvard.

20347233_327355937686347_7407093305827131392_n

Bailar, estudante de psicologia, originalmente foi convidado a participar do time feminino de natação da universidade em 2013. Depois de se formar na Georgetown Day School, ele iria começar a vida universitária como calouro em 2014, mas precisou se afastar por um ano para receber tratamento de desordem alimentar – que sua mãe Terry revelou ser bulimia e anorexia em uma entrevista com a CBS News.

Posteriormente, Bailar descobriu que essas desordens alimentares eram engatilhadas pela disforia de gênero. Foi durante esse período que ele começou a se identificar como homem. Ele logo se assumiu e tudo começou a melhorar.

Com total apoio dos seus pais, ele passou pela cirurgia de remoção de seios em março de 2015 e começou a terapia hormonal em junho do mesmo ano.

A transição de Bailar fez história, já que ele se tornou o primeiro nadador abertamente trans na história da Associação Nacional de Atetlas Universitários (NCAA). Em um esforço de manter Bailar no esporte, Stephanie Morawski, a treinadora do time feminino que o recrutou, perguntou para com Kevin Tyrell, treinador do time masculino, se ele poderia se juntar ao time dele.

15875830_1498810686820394_6831670900522221568_n

Bailar foi aceito sem nenhuma objeção. Ele foi recebido pelo time masculino de braços abertos – um caso acalentador de aceitação.

“Uma das coisas que todos nós notamos – treinadores, capitães e membros de time – foi que quando Schuyler andava como homem, ele estava muito feliz” disse Morawski para o Washington Post em 2015. “Do que importa o gênero? Schuyler é uma ótima pessoa. Schuyler queria nadar e já fora aceito em Harvard… porque não iríamos ajudar?”

Hoje, Baylar é um farol de inspiração, não somente para a comunidade trans, mas para qualquer um que se desafia a mudar para melhor. Ele conta sua história através do Instagram, tendo mais de 60.000 seguidores.

Uma foto que ele compartilhou em Maio – onde ele colocava fotos de antes e depois da sua transição – foi em especial acalentadora.

“Mudanças são possíveis. Felicidade é possível. Autenticidade é possível. Mas tudo isso leva tempo, esforço, perseverança e amor próprio. Ainda assim são possíveis. Então, nunca se esqueça disso, meus amigos. Nunca desistam de vocês mesmos. Reconheçam também que essa foto é uma simplificação da minha jornada. Eu não acordei um dia e simplesmente já era um homem, e nunca fui verdadeiramente uma mulher. Eu sempre fui eu – seja em um vestido ou de gravata. Antes e entre essas duas fotos existem centenas de dias de descobertas incrivelmente importantes, dores e crescimento que eu nunca esquecerei”

_________________

Links relacionados

Matéria Original: Meet the First Trans Swimmer to Ever Join Harvard’s Men’s Team

Instagram de Schuyler Bailar: pinkmantaray

Tomoya Hosoda tornou-se o primeiro homem trans a se tornar titular de um mandato em cargo político

Representação trans e a grande estréia de Ian Alexander em OA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: